11.5.14

Receita de Pizza com Base de Pão de Alho

Boa tarde a todos,
Bem..confesso que tenho andado algo perguiçosa para fazer novas receitas e blogar. Ando numa daquelas fases de repetição dos menus mais práticos e, assim sendo, não tenho feito novas receitas para o blog. Sem querer fazer promessas, vou tentar dedicar-me ao blogue um pouco mais. 
Dito isto, passemos então à sugestão de hoje: Pizza! Mais concretamente, uma base de Pizza deliciosa.

Eu adoro Pão de Alho mas fazer dele a massa da Pizza é uma ideia que só experimentei depois de ter encontrado esta receita de Pizza Carbonara no blog "Cozinha daduxa". Já tenho feito os bordos da Pizza recheados de queijo, o que também fica muito bom, mas a base assim é di-vi-nal.  

O blogue Daduxa é recheado de boas receitas ilustradas por belas fotografias. É um dos blogues de receitas em Português que encontrei há pouco tempo e que passei a visitar com alguma frequência. Recomendo, visitem e vejam se conseguem resistir às sugestões :)

Tenho feito esta receita de base de Pizza na máquina de fazer pão. Por falar nela, tenho lhe dado imenso uso. Todas as semanas faço, pelo menos, 2 pães com sementes.

As quantidades de ingredientes da receita original dão para fazer duas bases de Pizza grandes. A adaptação que faço é acrescentar mais alho em pó (uso 2 colheres de sobremesa bem cheias). A receita pede um ovo e quando faço metade da quantidade uso um ovo de codorniz. Esta foi uma ideia que me surgiu e que resulta na perfeição pois não dá para usar meio ovo.  Tenho usado sempre fermento biológico fresco e por isso não congelo a massa.

Aqui fica a transcrição da receita original e fotos de algumas das Pizzas que tenho feito usando esta receita de base:

Ingredientes:

~ 200 ml de leite morno
~ 2 colheres de sopa de azeite
~ 1 ovo pequeno
~ 2 colheres de chá de sal
~ 1 colher de sobremesa de açúcar
~ 1 colher de chá de alho em pó
~ 400 g de farinha de trigo Tipo 65
~ 2 colheres de chá de fermento seco biológico (ou 15g de fermento fresco)

Preparação:

Coloque todos os ingredientes na cuba da máquina, respeitando a ordem, primeiro os líquidos, depois os sólidos, programa: Massas.
Na minha máquina, o programa demora 1 hora e 30 minutos. Quando o programa termina, retiro logo a massa da cuba da máquina e moldo-a com a ajuda de um rolo e um pouco de farinha.
Uma dessas Pizza prontinha para ir ao forno:




Recheios:

Como continuo a seguir a opção Semi-Vegetariana, tenho feito sobretudo duas combinações de ingredientes: uma só com legumes e/ou vários queijos, outra com atum ao natural. Confesso que o bacon é o único ingrediente que me faz alguma inveja mas tenho conseguido resistir! :)
Esta é uma Pizza com os bordos recheados com queijo:


A receita original inclui Nata Carbonara. Experimentei e gostei mas também tenho feito algumas versões desta receita com tomate fresco e/ou o tradicional molho de tomate caseiro.
Uma das Pizzas com atum e molho de tomate:


Bom Apetite! :)

14.4.14

1ª Feira do Queijo e do Vinho de Faro

Boa noite a todos.
Hoje venho ajudar a divulgar um evento de Gastronomia - A 1ª Feira do Queijo e do Vinho de Faro cujo encarte recebi pelo correio e é igual à imagem abaixo:




Esta feira tipo "tasquinhas" irá realizar-se entre os dias 24 e 27 de Abril no Jardim Manuel Bívar, é de entrada livre e a sua organização é da responsabilidade da AmbiFaro - Agência para o Desenvolvimento Económico de Faro. 
Para além de provas de queijo e de vinho, a feira irá contar com a exposição e venda de vários produtos de produção artesanal da região tais como doces, mel, enchidos e licores. 
O horário da feira está descrito no encarte, clique sobre a imagem acima para aumentar.  

Adoro Queijos e este tipo de feiras em tasquinhas. Não vou faltar :)
Até Breve 

8.4.14

Receita de Tarte de Amêndoa com Caramelo Macio

Bem...isto é que foram umas férias do blog! 
Desculpem a ausência sem aviso mas tive alguns problemas com a tecnologia e sem ela, nada feito. Nem vou falar dos detalhes, não vá eu atrair mais do mesmo. 
Sigamos...

Lenda das Amêndoeiras em Flor

"Há muitos e muitos séculos, antes de Portugal existir e quando o Al-Gharb pertencia aos árabes, reinava em Chelb, a futura Silves, o famoso e jovem rei Ibn-Almundim que nunca tinha conhecido uma derrota. Um dia, entre os prisioneiros de uma batalha, viu a linda Gilda, uma princesa loira de olhos azuis e porte altivo. Impressionado, o rei mouro deu-lhe a liberdade, conquistou-lhe progressivamente a confiança e um dia confessou-lhe o seu amor e pediu-lhe para ser sua mulher. Foram felizes durante algum tempo, mas um dia a bela princesa do Norte caiu doente sem razão aparente. Um velho cativo das terras do Norte pediu para ser recebido pelo desesperado rei e revelou-lhe que a princesa sofria de nostalgia da neve do seu país distante. A solução estava ao alcance do rei mouro, pois bastaria mandar plantar por todo o seu reino muitas amendoeiras que quando florissem as suas brancas flores dariam à princesa a ilusão da neve e ela ficaria curada da sua saudade. Na Primavera seguinte, o rei levou Gilda à janela do terraço do castelo e a princesa sentiu que as suas forças regressavam ao ver aquela visão indiscritível das flores brancas que se estendiam sob o seu olhar. O rei mouro e a princesa viveram longos anos de um intenso amor esperando ansiosos, ano após ano, a Primavera que trazia o maravilhoso espectáculo das amendoeiras em flor."

Fonte: Blog "Lendas e Tradições

Desde Fevereiro que as Amêndoeiras já estão em flor, anunciam a chegada da Primavera e realmente são um espétaculo lindo de se ver. Num dos meus recentes passeios ao campo, vim para casa inspirada a transformar as últimas amêndoas que tinha numa bela tarte. 
Eu adoro Tartes de Amêndoa, só não aprecio muito aquelas que têm o caramelo muito duro. 
Partindo de uma receita que a minha ex-colega Graça partilhou comigo, fiz algumas alterações e após várias tentativas (e erros) consegui então chegar onde queria. É esta a receita que partilho hoje:




Receita de Tarte de Amêndoa com Caramelo Macio

  
Ingredientes

Para uma Tarteira com 23 cm diâmetro

Bolo base:
~ 4 ovos
~ 100 gr Açúcar (usei amarelo)
~ 150 gr Farinha (usei sem fermento, Tipo 55)
~ 50 gr Margarina amolecida
~ 1 colher chá Fermento (químico) em pó
~ 1 colher chá de essência de Baunilha

Cobertura:

~ 80 gr de Amêndoas peladas, laminadas e ligeiramente torradas
~ 150 gr Açúcar 
~ 100 gr Margarina
~ 8 colheres de sopa de Leite


Preparação:

Eu comecei por pelar, cortar e torrar ligeiramente as amêndoas mas se usar daqueles pacotes de amêndoas já laminadas basta torrá-las num tabuleiro em forno médio, mexendo de vez em quando para ficarem uniformemente douradas.

1. Prepare o bolo da base: Bata os ovos inteiros com o açúcar até fazer creme, junte a margarina amolecida e volte a bater. Adicione, aos poucos, a farinha misturada com o fermento e por último junte a essência de baunilha. Leve a cozer em forno médio numa tarteira redonda previamente untada.
Desenforme o bolo ainda morno e reserve enquanto prepara a cobertura de caramelo.

2. Prepare o Caramelo: Ponha o açúcar e a margarina numa frigideira anti-aderente e leve ao lume no mínimo. Mexa continuamente até o açúcar começar a ficar com côr de caramelo. 
Primeiro, este preparado irá fazer uma pasta, depois começa a fazer bolhas (não se assuste, é mesmo assim), e só depois é que o açúcar começa a caramelizar. Continue sempre a mexer até obter a cor de caramelo que prefere mas não o deixe ficar muito escuro senão fica duro.
Quando o caramelo estiver pronto, apague o lume, junte o leite e mexa vigorosamente. Quando pronto, monte logo a tarte com o caramelo ainda quente para não solidificar demais.

3. Montagem da Tarte: Disponha o bolo da base num prato de servir. Com a ajuda de uma espátula,  barre a superfície do bolo com uma fina camada da cobertura de caramelo (se não fizer este passo e puser logo as amêndoas sob o bolo o que irá acontecer quando verter a cobertura é que elas ficarão todas "desarrumadas", fala a voz da experiência). 
Depois, disponha as amêndoas torradas por cimas do bolo e, por último, verta devagar o resto do caramelo da cobertura. Com a espátula, barre a parte lateral da tarte com o caramelo.  



Deixe o caramelo da cobertura arrefecer, sirva, e delicie-se :)



A base fica um bolo fofinho, o caramelo é macio e com as amêndoas ligeiramente torradas esta minha versão da tradicional Tarte de Amêndoa fica realmente gulosa. 
Uma fatia só nunca me chega....:)

Até breve xx